DJI Mavic Air – Análise completa do novo Drone

Saiba tudo sobre o novo DJI Mavic Air

A fabricante de drones DJI lançou nesta terça-feira em Nova Iorque o modelo DJI Mavic Air. O novo Drone vem com características interessantes, tais como a sua leveza. Pesando apenas 430 gramas (o que ainda não o livra das obrigações da legislação de RPAs Brasileira), tem pouco mais da metade do peso do seu antecessor Mavic Pro de 743 gramas.

Sua câmera com sensor de 1/2.3 de 24 mm com 12 megapixels, tem abertura F2/8 e grava em 4K a 30 fps. Para os interessados em produção de vídeos com o Drone, o grande diferencial do DJI Mavic Air está na taxa máxima de bitrate do vídeo. No DJI Mavic Pro tínhamos a disposição arquivos de 60 Mbps e agora com o DJI Mavic Air, dispomos de arquivos de 100mbps, que possibilitam uma liberdade maior no tratamento e edição de imagens.

 

O DJI Mavic Air também faz imagens panorâmicas de 32MP, o que é uma grande inovação da família de Drones da DJI. Esta câmera fica apoiada sobre um gimbal de 3 eixos , o que lhe garante maior estabilidade.

Possuindo três sensores de obstáculos (frontal, traseiro e inferior), o Mavic Air também apresenta a tecnologia FligthAutonmy 2.0 ou seja, o Drone é capaz de desviar de obstáculos e seguir sua rota, o que parece ser uma resposta direta ao Autel Evo, que inovou apresentando a função durante a CES 2018.

Novo DJI Mavic Air

O DJI Mavic Air pode chegar a uma velocidade máxima de 68,4 Km/h no modo Sport, com uma autonomia máxima de voo de 21 minutos e tem um alcance aproximado de 4 km, desde que pilotado com rádio controle.

Durante a apresentação do novo Drone, a DJI enfatizou bastante a capacidade do DJI Mavic air de ser comandado através de gestos, assim como o DJI Spark.

Outra implementação simples que chamou a atenção, e era algo que os Pilotos de Drones DJI sempre solicitaram, é a capacidade de salvar as mídias capturadas diretamente no Drone, que já vem com um armazenamento interno de 8GB. Agora pelo menos quando você esquecer o cartão de memória, já dá pra quebrar um galho.

A DJI também fez alterações no modo de voo Active Track. Ao invés de rastrear somente um objeto, agora vários objetos podem ser identificados e além disso, foram adicionados três novos recursos:

  • Asteroid – Utiliza um sistema de foto panorâmica em globo possibilitando a ampliação sem o uso de uma câmera 360°.
  • Boomerang: Faz com que o drone sobrevoe o usuário em um movimento circular até que finalize o vídeo do ponto onde começou.
  • Sphere: Mescla automaticamente 25 fotos para criar imagem panorâmica de 32 megapixels no intervalo de um minuto.

Novas cores foram lançadas para agradar de Gregos a Troianos e têm aqueles nomes rebuscados, como os que as montadoras colocam nos carros e disponibilizam em um pallet para você escolher. São elas: Artic White (branco), Onyx Black (preto) e Flame Red (vermelho).

DJI Mavic Air Flame Red
Mavic Air na cor Flame Red

O design do DJI Mavic Air tornou-se ainda mais portátil agora que os joysticks são removíveis. O kit vai contar ainda com dois pares de protetores de hélice, bateria, controle remoto, estojo de transporte e quatro pares de hélice e segundo a DJI, estará disponível no Brasil a partir de março.

DJI Mavic Air Combo
Estes são os itens que compõe o pacote do Mavic Air Combo.

O preço de venda no site da DJI, disponível nos Estados Unidos, é de U$ 799,00 para o DJI Mavic Air e de U$ 999,00 para o Combo (valor com desconto de U$ 113,00), o que nos mostra que ele é um modelo entre o DJI Spark e o DJI Mavic Pro. Estimamos que ele deva chegar ao Brasil no valor de aproximadamente R$ 6.000,00 a R$ 6.500,00 para a versão combo.

Opinião: O DJI Mavic Air parece ser uma ótima aeronave e tenho a impressão que os Drones da DJI acabam concorrendo apenas com os outros modelos da própria DJI. Esperava-se que desta vez o lançamento da gigante chinesa seria um Drone com muitas inovações tecnológicas, bom ganho de autonomia de voo e alcance de sinal e talvez um sensor de câmera tão poderoso quanto o do Phantom 4 Pro, no entanto a DJI acabou fazendo poucas mudanças significativas na versão Air do Mavic.

Desta forma, a DJI além de ganhar mais um produto com bom poder de venda, não sepultou o DJI Mavic Pro, que tem preço mais alto pois ainda voa mais tempo e tem porte mais robusto que o DJI Mavic Air.

Enquanto os concorrentes não desenvolverem um Drone capaz de fazer frente ao DJI Mavic Pro e ao DJI Phantom 4 Pro, veremos apenas evoluções a conta gotas da DJI, que já deve ter algumas boas melhorias tecnológicas para seus Drones, apenas aguardando o momento certo de serem lançadas.

 

Por: Leonardo F. Minucio
Diretor e Co-Founder da Futuriste

Colaboração: Fernando Girotto e Fernando Arenas
Equipe Futuriste

Compartilhe este conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *