Drone salva vida de banhistas na Austrália – Afinal, onde compro um Drone desses?

Quando tudo parecia perdido e o mundo acabando em água, eis que aparece um Drone, atira uma bóia que infla ao entrar em contato com a água e salva dois jovens que estavam se afogando em Lennox Head, no Estado de New South Wales, costa leste da Austrália.

Autoridades da região Australiana têm utilizado Drones para patrulha de suas praias devido às constantes ameaças de tubarões e a grande quantidade de surfistas e banhistas que frequentam os locais.

Apesar de alguns veículos de imprensa internacionais terem afirmado que era a primeira aplicação do tipo no mundo, nós sabemos que em 2015 um projeto similar, com Drone salva-vidas foi realizado no Rio de Janeiro e este ano algumas ações do tipo foram iniciadas em praias paulistas e do nordeste.

Você deve estar se perguntando qual empresa fabrica uma aplicação tão legal e um Drone capaz de executar uma missão complicada como esta… Será que a chinesa DJI chegou a este ponto? Ou talvez as empresas européias detenham este poderio… a Francesa Parrot? ou a alemã Mikrokopter? Será que consigo fazer isto com um DJI Phantom? Nada disso…

Dá uma olhada nestas aplicações:

Este Drone japonês possui dois braços mecânicos que podem ser muito úteis para transporte de objetos. Ele pode transportar objetos de até 10 kg e atuar em projetos logísticos, industriais e até de busca e salvamento.

 

Este é o primeiro Drone aprovado pelo governo Suíço a sobrevoar regiões densamente povoadas para fazer entregas para o correio Suíço (Swiss Post). Além disso ele poderá atender vilarejos nas montanhas que ficam isolados após nevascas e avalanches.

 

A UNICEF em parceria com o governo do país Africano Malavi, está desenvolvendo um corredor aéreo humanitário, onde vários Drones voarão transportando remédios, comida e água para zonas de conflito.

Todas estas aplicações e estes Drones diferentões são idealizados por profissionais e empresas que pensaram fora da caixa, ou seja, buscaram desenvolver aeronaves que poderiam fazer aquele “algo a mais”.

É difícil desenvolver algo do tipo? A minha resposta pode parecer vaga ou até muito simplista, mas é NÃO e eu vou indicar para vocês por onde começar.

Todas as aeronaves acima são multirotores e eles têm algumas coisas em comum: Frame (corpo do Drone), motores, hélices, ESCs (controladores de velocidade e energia dos motores), placa controladora de voo, placa distribuidora de energia, rádio controle (transmissor), receptor, fios e bateria. Obviamente isto não é suficiente para montar um Drone que tem braços poderosos como o da imagem acima, mas é a base para tudo que se desenvolve dentro desta tecnologia hoje.

Componentes básicos de um Drone multirotor.

Tive pouquíssimo contato com eletrônica na minha formação acadêmica de Analista de Sistemas, porém percebi que o conceito é simples e o que faz você aprender é a vontade de se desenvolver e as inúmeras tentativas de fazer algo diferente.

Essa visão de desenvolvimento é expressada na Futuriste com um dos nossos cursos de drones mais antigos, que é o “Curso de Projeto, Montagem e Configuração de Drones” onde o aluno conhece todos os componentes de um Drone multirotor, o funcionamento, a alimentação e a combinação entre marcas e modelos. Este curso da Futuriste é o único no país onde os alunos recebem um Drone quadricóptero totalmente desmontado para montarem em duplas, seguindo as instruções do professor.

O contato direto com os componentes e a mão na massa faz toda a diferença para quem quer aprender a montar um Drone.

À partir deste conhecimento inicial, cabe ao aluno colocar em prática o desenvolvimento de suas ideias e aproveitar o vasto mercado de Drones que é carente de novidades tecnológicas e anseia que novos profissionais desenvolvam esta capacidade de inovar.

Nós aqui na Futuriste acreditamos muito na criatividade Brasileira e temos certeza absoluta que grandes projetos disruptivos surgirão de iniciativas dos profissionais mais engajados.

 

Por: Leonardo F. Minucio
Diretor e Co-Founder da Futuriste

Compartilhe este conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *