Drones para Vigilância Patrimonial

Utilizando Drones para vigilância patrimonial

Não é de hoje que ouvimos notícias sobre drones realizando todo tipo de trabalho. Da produção de vídeos ao transporte de produtos, do mapeamento agrícola a pulverização de lavouras. Mas como estão sendo utilizados os drones para vigilância patrimonial?

As demandas mais recentes abordam a segurança de sites industriais, estacionamentos de hipermercados, monitoramento em eventos (Rock In Rio 2017, Olimpíada Rio de Janeiro – 2016), vigilância em grandes áreas agrícolas, pátios de transportadoras, condomínios, entre outros.

Em comum estas demandas normalmente trazem questões como redução de custo de mão-de-obra (substituir vigilantes por drones, motocicletas e carros), maior eficiência nas rondas e até mesmo evitar o confronto direto entre a equipe de segurança e criminosos. Vale lembrar que preservar vidas é um dos benefícios mais expressivos dos drones para segurança patrimonial.

drones para vigilância patrimonial
Drones e sensores tradicionalmente utilizados no monitoramento de segurança.

 

imagem termal noturna FLIR
Identificando indivíduos a 50m de altura com a câmera termal FLIR.

 

Empresas de vigilância patrimonial estão capacitando suas equipes para executar rondas dia e noite em seus clientes.

 

Case real de utilização de drones para segurança patrimonial

Um case interessante de aplicação de drones para segurança patrimonial que participamos:

Houve uma ação criminosa em um galpão distante da portaria e resolveram utilizar drones para otimizar a ronda, sem colocar em risco os vigias. Para esta tarefa foram adquiridos dois Mavic 2 Enterprise Dual.

Todos os vigias foram treinados. Além do treinamento padrão, a ideia era desenhar uma missão automática para vigilância do perímetro, junto ao coordenador da equipe, através do Mission Flight do app DJI Pilot.

aplicativo DJI PILOT
App DJI Pilot

 

 

Sobre o DJI Pilot

O Mavic 2 Enterprise Dual faz uso do DJI Pilot, que funciona em toda linha Mavic 2; o DJI Go 4 não trabalha com a linha de equipamentos Enterprise.

 

Sobre a câmera térmica

Em todos os dias de treinamento realizamos missões noturnas para testar a operação e logística dos vigilantes e a capacidade da câmera do Mavic 2 Enterprise Dual.

Ficou claro para todos que a condição para uso das imagens térmicas (em voos noturnos) está diretamente relacionada com a redução da temperatura ambiente. Tratando-se de região quente (Rio Claro – SP), toda planta industrial (edificações, asfalto, galpões, etc.), ainda irradia calor suficiente durante (e um pouco após) o pôr do Sol, impossibilitando a detecção de corpos em movimento.

Durante os testes foi perceptível a movimentação de pessoas em áreas verdes próximas ao limite da propriedade, o que era o alvo inicial do uso deste equipamento. Aproximadamente 1 hora após pôr do Sol foi possível também detectar pessoas dentro da propriedade.

 

Conclusão

A câmera térmica do Mavic 2 Enterprise Dual foi bem-sucedida no seu objetivo de monitoramento de perímetro, reduzindo riscos, diminuindo tempo de abordagem e reduzindo custos operacionais.

 

Autor: Eduardo Mammana
Piloto e Instrutor de Drones da Futuriste

Colaboração: Equipe Futuriste

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *