A influência do celular nos drones.

A importância das peças de celular no seu Drone.

Muitas leituras podemos fazer muitas leituras sobre a influência da tecnologia e o impacto dos celulares na nossa rotina. Da mesma forma já podemos notar com os Drones, pois até algum tempo atrás ninguém teria pensado em Drones na rotina da indústria.

Então, em 2010, Parrot apareceu na CES e impressionou a conferência da indústria de tecnologia com o AR Drone. O quadcopter da Parrot era controlado por um iPhone ou iPod Touch, com câmeras na frente e nas atrás para capturar imagens aéreas impressionantes e transformava a pilotagem de um drone em algo como um jogo de realidade aumentada. Parrot incluiu todos os sensores de smartphone e os usou para programar o AR Drone para manter-se estável. Você ainda tinha que direcionar o drone ao redor, mas ele se manteve firme e no ar.

Sensores de celular encontrado nos Drones:

Fonte: https://www.linkedin.com/pulse/peças-de-smartphone-seu-drone-evandro-xavier-do-nascimento/

Alguns dos sensores como:

Giroscópio: Função de posicionamento em relação ao espaço, portanto em qual direção está o dispositivo.

Acelerômetro: Função de inclinação, movimento e velocidade do dispositivo.

GPS: Função de fornecer informações sobre a localização no globo terrestre.

Processador: Realiza a leitura de códigos e programas, para executar uma série de operações.

Câmera: Captura de imagens, e cada configuração de câmera consegue colher uma quantidade de informações.

Os drones possuem estes e muitos mais como a IMU (Unidade de Media de Inercia), Sensores de obstáculos e etc.


Fonte: https://www.linkedin.com/pulse/peças-de-smartphone-seu-drone-evandro-xavier-do-nascimento/

Em 2013 os drones de consumo realmente começaram a decolar. Foi quando uma empresa chamada Dà-Jiāng Innovations Science and Technology Co, mais conhecida como DJI apresentou o Phantom. A DJI passou os anos anteriores construindo software que esperava que alimentasse muitos drones, mas achou o hardware desnecessário. Então, o CEO Frank Wang e sua equipe construíram o seu próprio: um quadcopter branco de 2,2 libras (1,3 kg) pronto para voar para fora da caixa. O Phantom poderia executar acrobacias e truques de câmera inteligentes com o toque de um botão, e mesmo se você errar, ele foi programado para voar automaticamente de volta para você. DJI fez o primeiro drone que não era um brinquedo e imediatamente se tornou o nome mais importante dos drones.

Desde o primeiro Phantom, tudo mudou e nada mudou porque não importa o quão rápido o mercado muda, DJI continua ganhando e inovando, ninguém faz Drones melhores e ninguém vende mais, 70% do mercado pertence a DJI.

As empresas de Drones desenvolveram novos modelos com melhores recursos, câmeras e elementos de segurança. Alguns construíram drones maiores que podiam transportar pequenos pacotes, outros construíram minúsculos Drones apenas como brinquedos. O boom do smartphone continuou a alimentar a inovação e a Intel e a Qualcomm começaram a trabalhar em chips e softwares específicos para drones. Os drones ganharam a capacidade de evitar automaticamente obstáculos, manter-se estável em ventos fortes e voar por mais tempo. Agora você pode obter um drone com uma câmera 4K, 30 minutos de duração da bateria e um alcance de mais de 6,5 quilômetros, que pode passar de forma autônoma e evitar obstáculos sem sua ajuda.

Fonte: http://quadsforfun.wixsite.com/quadsforfun/typical-electronic-layout-pixhawk

O mercado de drones pessoais não é do mesmo tamanho do mercado de celular. E, no final das contas, você e seus filhos fazendo vídeos épicos no parque serão apenas uma pequena fatia do bolo. Os céus podem um dia ser preenchidos com drones, mas na maioria das vezes eles voarão por motivos comerciais.

Visando o futuro, a capacitação para começar a trabalhar com drones esta cada vez mais importante, pensando nisso a Futuriste oferece treinamentos para o seu desenvolvimento.

Por: Evandro Xavier do Nascimento – Gestor I Engenheiro I Piloto Classe 3 RPA

Colaboração: Equipe Futuriste

Compartilhe este conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *